Prefeito decreta “dia de jejum e oração” contra covid-19

O prefeito da cidade de Bom Jesus do Tocantins, interior do Pará, decretou o último domingo (21) como “dia de jejum e oração contra o contágio da covid-19″. O prefeito João Cunha Rocha (PSC) foi filmado em um carro de som fazendo apelo aos moradores para levantarem um clamor pela cidade.

“Muita gente está morrendo, é um pedido simples pra salvar a sua vida, porque sozinho eu não consigo. Vocês estão levando essa doença para os seus pais. Usem máscaras, não é pedir demais. Façam a sua parte ou muitas pessoas dessa cidade vão ser enterradas. Estamos cansados, há um ano pedindo isso, e as pessoas brincam, acham que não vão pegar a doença”, disse.

No decreto, o prefeito cita a tradição cristã da cidade, lembrando passagens bíblicas que embasam o pedido para que haja um dia de jejum e oração. O prefeito argumenta que se faz necessário “considerando que na Bíblia Sagrada, no livro de Ester, capítulo 4, versículos 16 e 17, encontramos um pedido da Rainha Ester para que o povo judeu jejuasse em favor dela, porque ela entraria na presença do Rei para intervir em favor de seu povo que seria destruído”.

“Considerando que no livro de Jonas, capítulo 3, o Profeta Jonas foi até a cidade de Nínive e já havia uma sentença de destruição para aquela cidade, mas o Rei de Nínive temeu a Deus e decretou jejum para todos, e que, em todos esses casos, Deus ouviu as orações e respondeu ao povo trazendo livramento e vitórias”, também pontua o texto do decreto municipal.

O prefeito recomenda à população que se dedique “a jejuar e orar a Deus pedindo que tenha misericórdia da população, diante da pandemia mundial de Covid-19, que se encontra adoecendo e matando pessoas em nosso município, no nosso país e milhares de pessoas no mundo”.

Jejum e Oração

Essa não é a primeira vez que uma autoridade política decreta um dia de jejum e oração. O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, já fez uma conclamação semelhante no início da crise do coronavírus. Na época, o presidente contou com apoio de lideranças evangélicas.

Líderes evangélicos também já fizeram apelos para que a população jejuasse e orasse em favor do país, já que além da crise de Saúde, o Brasil também enfrenta uma crise econômica por conta da suspensão de atividades durante os últimos meses.

Fonte: Gospel Prime